Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Se é, é! Se não é, não é!


"Sua memória é real, ou você a inventou?
Será que isso tudo mesmo aconteceu?
Será que acontece?
Você está mesmo vendo aquele cara do outro lado da rua?

Pois, então, de que lado da rua vc está?
Estaria, este mesmo cara, pensando o mesmo de ti?
És tu real?
Estas a esconder-te de algo ou alguém?

Quem, por Deus, está livre de ser enganado por si mesmo?
Será isso, então, possível?

Retorna, contorna, torna e entorna...vire-se...contra si.

Deixar-se-á ao relento, em tormento, aquele que acreditou...
Pois, nada será tão caro quanto crer.

Eu não acredito no que vejo, no que ouço, sequer no que penso.

Louco?
Se vc já se perguntou algo q depois te pareceu óbvio, considere sua loucura também."

Em tempo: Pois todo o tempo há de passar, como se ninguém o visse, e enterrar-se-á em meio às incredulâncias do futuro.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Do orgulho.

Pois é da certeza de que ninguém mais no mundo está certo de que vive o teu orgulho.
A desgraça em que se joga aquele incapaz de tornar a crer.

O orgulho não te elevará a nada. Tornar-te-á parte inerte desta imensa cordilheira.
Ele te petrifica e te inutiliza.
Te deixa impermeável às novas verdades, passam por você feito água de chuva...por maior que seja a tempestade, vc continua ali, inerte, embebido por fora, quiçá umidificado, mas nunca estará completamente contagiado por qualquer que seja a água/verdade.

Eu te abomino, orgulho...justamente por ser dos teus maiores usuários. Por muitas vezes me arrependi de não ter te ouvido, o que me fez sofrer mais ainda.
Te abomino, pq sequer me lembro de tê-lo visto errar.
Te abomino, pq vc me impede de ser diferente.

O pior, senhor orgulho, é que não tenho vontade de mudar, pois todos sofrem...os orgulhosos ou não.
Todo orgulhoso sabe a consequência de ser assim. E dói muito menos errar por ter acreditado em si, do q errar por ter sido enganado pelas pessoas/circunstâncias.

Me orgulho de ter orgulho, mas não dá pra esconder que dói saber que pode-se estar errado por estar com a visão viciada.

Uma triste situação.

Em tempo: Não importa se é verdade ou não.
É o que eu acredito.

Se for mentira, desculpem minha ignorância e loucura...
Se for verdade, tenham a dignidade de assumir.