Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

A hora da verdade

As vzs eu fico imaginando o que passa na cabeça das pessoas quando elas acham q elas estão certas.

Vejamos o meu caso:
Quando acredito estar certo, vejo que os demais estão cegos. Sinto como se fosse possuidor da verdade. Tento alcançar todas as vendas. Sem sucesso.
Muitas vezes, ao alcançar uma venda aleatória, e arrancá-la de seu vendado ouço rugir-se, grunhir-se, gritar-se...revoltar-se.

"Senhor... quem lhe disseste que eu queria enxergar? Prefiro sentir o aroma, as vibrações na pele e ouvir o mundo. Não quero vê-lo, é muito triste, cinza e hipócrita...a visão lhe engana, os outros sentidos não."

A sensação mais constrangedora é possuir uma verdade q não é conveniente aos demais.
O q diabos vc fará com o que vc sabe? Já q vc sabe q os outros sabem e preferem fingir que não...
De que adiantou tanta divagação filosófica se tens uma verdade inútil.

Constrangedor e triste, eu diria.
Abraço, então, minha verdade e retiro-me de cena.

Cria-se a paranóia: "Não devo mais pensar", penso eu.
Possuidor de um imenso achado e...descoberto como inútil.
Como a água do mar...imensa, poderosa, mas...é salgada e não serve pra beber.
=(

Certas verdades não servem para ser digeridas, sequer devem ser proferidas...ou causará até ofensa.
Seja o q for q descobrires...procure saber se o q vc tem pra dizer seria chamado de verdade ou de algo com nome feio...

Em tempo: Fechar-se. Uma habilidade para poucos... Aprender a trocar um 'agito' por religar-se, cheira ao sublime.
Parabéns aos q conseguem.

3 comentários:

Anônimo disse...

olha quem fala...

Anônimo disse...

Acho que a verdade sempre deve ser dita a quem quer saber da verdade, mas existe jeitos e jeitos de se contar, mesmo que seja uma só.

Anônimo disse...

ser verdadeiro é agir de acordo com o que se sente, em vez de criar roteiros mentais e preferir segui-los à custa de perder o momento, de magoar o outro, por deixá-lo sem saber o que pensar. ser verdadeiro é estar junto quando se deseja estar, e não arranjar empecilhos, desculpas, nem tentar controlar tudo. timming é preciso não só nas comédias, mas, principalmente, no amor. perder o timming do afeto porque se prefere controlar tudo com a mente e resolver outras "pendências" antes, por puro desejo de se provar qualquer coisa é tolice. "o que c demora é o que o tempo leva", nada mais verdadeiro. O tempo que se passa tentando racionalizar as coias e controlá-las em vez de agir consoante o que se sente é precisamente o tempo para que o outro se sinta rejeitado, desmotivado e negligenciado.