Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Manipular X Responsabilidade

Leve você uma vida de movie star, ou não, haverá alguém para te chamar de importante e, vez ou outra, depender de vc. Devemos nos atentar para quando este fato acontecer, pois a partir do momento que influenciamos na vida de alguém, temos responsabilidades sobre os fatos que se seguem, decorrentes daquela sua tal influência.
Algumas pessoas fazem disso um grande jogo de xadrez e aprendem a manipular os fatos. Quem tem essa capacidade e/ou vontade deve se atentar para o fato de que será responsável por toda a árvore de processos que se formar a partir daí. Então, se vais manipular, que o faça direito. Tome cuidado e tenha certeza de que muitas vezes você vai errar. E, muitas vezes, os fatos podem cair contra você, a menos que saiba se 'esquivar' melhor do que sabe articular.

Manipular é a arte de influenciar pessoas a fazerem exatamente o que você tem interesse de que elas façam. Quais são seus interesses não é relevante para a definição de manipulação. Mesmo que sua intenção seja completamente altruísta. Ainda assim, será manipulação.

Existe uma mísera diferença entre manipular e dar o ponto de vista.
Dar o ponto de vista é dizer sua visão, mostrar prós e contras, de forma aberta, irrestrita e incondicional; Manipular é omitir alguns fatores relevantes para um decisão sensata.

Sim, eu sei manipular. Faço conscientemente quando acho q devo e nunca me esquivei de responsabilidade alguma. Acompanho a árvore de processos ao longo do caminho, até que vejo não mais fazer parte por já ter tomado um novo rumo [O q não me exclui totalmente, mas eu não sou deus pra conseguir tomar conta de tanta gente].

Hoje tenho mais interesse em mostrar clara e abertamente todos os prós e contras...sejam eles agressivos ou não. Não meço minhas palavras para falar com ninguém. Apenas as moldo de uma forma que eu acredito que o nível de consciência de quem está me ouvindo consiga captar e compreender a mensagem. Uso eufemismos, mas não escamoteio informações ou opiniões.

Em tempo: Já se foi o tempo que eu manipulava na cara dura, mas dá tanto trabalho...prefiro ser grosso do q ter q ficar de babá de certas pessoas.

6 comentários:

Filipe Marques disse...

Um típico exemplo de manipulação são os programas eleitorais e debates políticos.

Chega a ser paradoxal a idéia do que se deveria ser e oque de fato é.

Maniuplar é fácil, basta ter pequena quantidade dos seguintes ingredientes que não necessariamente precisam ser usados todos e nem ao mesmo tempo: Carisma, empatia, dinheiro, força.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

LISBOA = PORTUGAL

Olá Maurício!

Quero dar-te um abraço pela visita que me fizeste, ainda que por mor de um Lobo sam coração, embora ele diga que não...

Por isso aterrei aqui sem para quedas – e gostei. Bom blogue, sim senhores, o teu. Interessante, bem arrumado, bem escrito. Tens de voltar e postar cumentários, com o. É uma ORDEM!!!!!!! hihihihihi

Entretanto, se quiseres, atenta cuidadosamente no que está a… seguir. Obrigadérrimo

SEGUIDORE(A)S PRECISAM-SE

Inscreve-te como seguidor(a) do meu blogue – e serás muito feliz. Não pagas nada. Nem taxa de inscrição nem quaisquer quotas. Muito menos IRS ou IMI.

Tens a tua (belíssima) foto e o teu blogue ali anunciado. Fazes novo(a)s Amigo(a)s. E passas a receber mensagens de muita gente e de muitos Países. E eu entrarei no Guiness das Listas de Seguidores. É tudo benefício. E… sem truques. Bué da fixe!!!!! Verás que não te arrependes… Eu antecipei-me e já te paguei na mesmíssima moeda, juro pela minha virgindade (1941/09/20).


O meu imeile ou imilio (primorosas criações cá do rapaz):
hantferreira@gmail.com. Envia-me o teu, sff.
Espero por ti - com boas intenções...

++++++++++++++++

Este é um texto tipo. Com algumas alterações, obviamente. De outra forma, não conseguiria chegar a todos. Peço-vos que compreendam e me desculpem. Não tenho (ainda) o dom da ubiquidade…

Abs

Luna disse...

Pois bem! Sofremos (sofremos?)...não, essa não é a palavra. Diria que TEMOS essa característica de dizer o que temos em mente, mesmo que pareça grosseria. Ah, os sagitarianos.
Nem todo mundo percebe que a grosseria do sagitariano, muitas vezes, é até carinho descabido. Vai entender?

Prefiro os prós e contras claramente à manipulação.

Por fim, digo que estou com saudade e que veja só, tu "sumiu" da minha vida, novamente.
E mesmo que "esteja comigo, conversando ou não", ainda é uma forma de sumir.

Beijos, Mau!

Damn disse...

Manipular é uma arte, um jogo, talvez... E para brincar com as pessoas pagamos um preço muito caro.

Mas quantos resistem a idéia de ter a sua vontade realizada através do esforço dos outros? Quem por algum momento nunca pensou como seria bom que todos fizessem exatamente aquilo que queríamos? Pois é... eu sei.

O mundo é cruel e nos força a fazer coisas que talvez não faríamos se agíssemos naturalmente.
Após ler o texto concluí uma coisa: Há dois tipos de pessoas no mundo, os que manipulam e os que são manipulados.
Escolha seu lado. Eu já escolhi o meu.

Xoxo, abraço a todos.

P.S: Tudo bem se você nãoa chou anda útil pra falar a respeito do meu post.. só por saber que mais alguém leu os meus singelos pensamentos... já fico feliz x)

Pepê, Neném, Totô e Kevin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gisele Boltman disse...

Adimitir ser manipulada fere meu orgulho, mas perco as contas de quantas vezes me deixei ser manipulada por esperteza ou curiosidade...

Saber manipular é uma arte, que muitas vezes fazemos habitualmente com coisas pequenas sem notarmos ou nos culparmos, porque não vai fazer diferença, só vamos conseguir o que queremos, sem que ninguém possa notar.

Minha profunda opinião quanto a isso, eu vou deixar guardada, não se põe todas as cartas na mesa antes do jogo acabar.
Mas deixei a pista do que posso pensar.

Beijos